Novas Tendências da Política Social no Capitalismo Contemporâneo

Código: PGPS-08821
Curso: Doutorado em Política Social
Créditos: 4
Carga horária: 60
Ementa: O contexto histórico das transformações recentes na política social: globalização, neoliberalismo, financeirização, precarização do trabalho. A nova face da política social: o novo papel do Estado no “desenvolvimento humano”, focalização, mercantilização, lógica dos “mínimos sociais”, refilantropização como “exercício de cidadania”, redução da questão social à pobreza, internacionalização do “combate à pobreza”, controle penal dos pobres e criminalização de mobilizações e movimentos sociais dos trabalhadores. Individualização e naturalização da questão social; naturalização do mercado e do capitalismo neoliberal. Relações entre políticas sociais e perspectivas teóricas de interpretação da realidade social.
Bibliografia: CHESNAIS, François. O capital portador de juros: acumulação, internacionalização, efeitos econômicos e políticos. In: _____ (Org.) A finança mundializada. São Paulo: Boi Tempo, 2005.
_____. O fim de um ciclo: alcance e curso da crise financeira. In: GOMES, Helder (Org.). Especulação e lucros fictícios: formas parasitárias de acumulação contemporânea. São Paulo: Outras Expressões, 2015.
DUMÉNIL, Gérard; LÉVY, Dominique. O neoliberalismo sob a hegemonia norte-americana. In: CHESNAIS, François (Org.). A finança mundializada. São Paulo: Boi Tempo, 2005.
DUMÉNIL, Gérard; LÉVY, Dominique. Imperialismo na era neoliberal. Crítica Marxista, n. 18, p. 11-36, 2004.
MILAN, Marcelo. A crise financeira nos EUA: causas, consequências e desdobramentos teóricos. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política. São Paulo, n. 33, p. 103-145, out. 2012.
NAKATANI, Paulo; GOMES, Helder. A natureza e as contradições da crise capitalista. In: GOMES, Helder (Org.). Especulação e lucros fictícios: formas parasitárias de acumulação contemporânea. São Paulo: Outras Expressões, 2015.
MOLLO, Maria de Lourdes Rollemberg. A crise mundial e suas consequências: um debate teórico. Crítica Marxista, n. 41, p. 51-67, 2015.
WALLERSTEIN, Immanuel. Mudando a geopolítica do sistema-mundo: 1945-2025. In: SADER, Emir; SANTOS, Theotonio dos (Coord.). A América Latina e os desafios da globalização: ensaios em homenagem a Ruy Mauro Marini. Rio de Janeiro: Ed. PUC Rio; São Paulo: Boitempo, 2009. p. 53-77.
MEIKSINS, Ellen Wood. Estado, democracia e globalização. In: BORÓN, Atilio; AMADEO, Javier; GONZÁLES, Sabrina (Orgs.). A teoria marxista hoje: problemas e perspectivas. Buenos Aires: CLACSO; São Paulo: Expressão Popular, 2007. p. 381-393.
PEREZ, Carlota. Grandes ondas de desenvolvimento e formas alternativas de globalização. In: Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política. São Paulo, n. 28, fev. 2011.
ABRAHAMSON, Peter. O retorno das medidas de ativação na política de bem-estar dinamarquesa: emprego e proteção social na Dinamarca. SER Social, v.11, n. 25, jul./dez. 2009. Brasília: UnB, p. 244-273.
ARRETCHE, Marta T. S. Emergência e desenvolvimento do Welfare State: teorias explicativas. Boletim Informativo e Bibliográfico de Ciências Sociais/BIB, n. 39, 1° semestre, Rio de Janeiro: ANPOCS, Relume Dumará, 1995, p.3-40.
BEHRING, Elaine Rossetti. Trabalho e seguridade social: o neoconservadorismo nas políticas sociais. In BEHRING, Elaine Rossetti; ALMEIDA, Maria Helena Tenório (Orgs.). Trabalho e seguridade social: percursos e dilemas. São Paulo: Cortez, 2008, p.152-174.
___________.Crise do capital, fundo público e valor. In: BOSCHETTI, Ivanete et al. (Orgs.). Capitalismo em crise, política social e direitos. São Paulo: Cortez, 2010, p.13-34.
BOSCHETTI, Ivanete. Assistência social e trabalho no capitalismo. São Paulo: Cortez, 2016.
DRAIBE, Sonia Maria. As políticas sociais e o neoliberalismo. Revista USP, n. 17, São Paulo: USP, 1993, p. 86-101.
ESPING-ANDERSEN, Gosta; PALIER, Bruno. Los tres grandes retos del Estado del Bienestar. Barcelona: Ariel, 2010.
FERGUSON, Iain. Austeridade no Reino Unido: o fim do estado de bem-estar social? Argumentum, Vitória (ES), Universidade Federal do Espírito Santo, v. 5, n. 2, p. 65-88, jul./dez. 2013.
GONZÁLEZ DE DURANA, Ana Arriba; PÉREZ ERANSUS, Begoña. La última red de protección social en España: prestaciones asistenciales y su activación. Política y Sociedad. Madrid, 2007, v. 44, n. 2, p.115-133.
HARVEY, David. A transformação político-econômica do capitalismo no final do século XX. In: Condição pós-moderna. 7. ed. São Paulo: Loyola, 1989, p. 115-184.
______________. O neoliberalismo: história e implicações. 2. ed. São Paulo: Loyola, 2008.
LASHERAS RUIZ, Rubén; PÉREZ ERANSUS, Begoña. Jóvenes, vulnerabilidades y exclusión social: impacto de la crisis y debilidades del sistema de protección social. In: Zerbitzuan, n. 57, País Basco, ago/dez. 2014, p. 137-157.
MIOTTO, Regina Célia. Família e políticas sociais. In: BOSCHETTI, Ivanete; BEHRING, Elaine Rosstti at al. (Orgs). Política social no capitalismo contemporâneo. São Paulo: Cortez, 2008, p.130-148.
PEREIRA, Potyara A. Pluralismo de bem-estar ou configuração plural da política social sob o neoliberalismo. In: BOSCHETTI, Ivanete et al. (Orgs.) Política social: alternativas ao neoliberalismo. Brasília: UnB, 2004, p. 135-159.
PEREIRA, Potyara A.; STEIN, Rosa Helena. Política social: universalidade versus focalização. Um olhar sobre a América Latina. In BOSCHETTI, Ivanete et al. (Orgs.). Capitalismo em crise, política social e direitos. São Paulo: Cortez, 2010, p. 106-130.
SALVADOR, Evilásio et al. (Orgs.). Financeirização, fundo público e política social. São Paulo: Cortez, 2012.
ABRAHAMSON, Peter. Neoliberalismo, pluralismo de bem-estar e configuração das políticas sociais. In: BOSCHETTI, Ivanete et al. (Orgs.). Política social: alternativas ao neoliberalismo. Brasília: UnB, 2004, p. 109-133.
ALMEIDA, Carla. O marco discursivo da “participação solidária” e a nova agenda de formulação e implementação de ações sociais no Brasil. In: DAGNINO, Evelina; OLVERA, Alberto J.; PANFICHI, Aldo (Orgs.). A disputa pela construção democrática na América Latina. São Paulo: Paz e Terra, 2006, p. 95-136.
CASTEL, Robert. Desestruturação do mundo do trabalho e suas implicações para a política social. In: PEREIRA, Potyara Amazoneida Pereira et al. (Orgs.). Política Social, trabalho e democracia em questão. Brasília: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UnB, 2009. p. 83-96.
CHOSSUDOVSKY, Michel. Globalización de la pobreza y nuevo orden mundial. México (DF)/Buenos Aires: Siglo XXI. (El mundo del siglo XXI)
COLODETI, Vicente de Paulo; LEITE, Izildo Corrêa. Microcrédito, informalidade e “combate à pobreza”. Temporalis, Brasília (DF), ano 12, n. 24, p. 385-406, jul./dez. 2012.
GOLDSTEIN, Fred. Doubling the world workforce. In: ___. Low-wage Capitalism: Colossus with Feet of Clay (what the new globalized, high-tech imperialism means for the class struggle in the US). New York: World View Forum, 2008. Cap. 1, p. 3-17.
LEITE, Izildo Corrêa. Cidadanias desiguais e reprodução das desigualdades na contemporaneidade capitalista. Textos & Contextos. Porto Alegre, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, v. 10, n. 2, p. 288-301, ago./dez. 2011.
_____. Carentes, incapazes, não sujeitos: a concepção de pobre(za) formulada pelo Banco Mundial. In: ARZATE Salgado, Jorge (Coord.). La pobreza como construcción científica, ideológica y política: cuatro ensayos desde América Latina. México: Eón, 2015. p. 25-49.
MARQUES, Rosa Maria. O lugar das políticas sociais no capitalismo contemporâneo. Argumentum, Vitória (ES), Universidade Federal do Espírito Santo, v. 7, n. 2, p. 7-21, jul./dez. 2015.
MAURIEL, Ana Paula Ornellas. Fundamentos do combate à pobreza na contemporaneidade: Amartya Sen e a perspectiva do desenvolvimento humano. In: SERAINE, Ana Beatriz Martins dos Santos; SANTOS Jr., Raimundo Batista dos; MIYAMOTO, Shiguenoli (Orgs.). Estado, desenvolvimento e políticas públicas. Ijuí: Ed. Unijuí/Teresina: Ed. Universitária da UFPI, 2008. p. 87-128.
_____. Internacionalização do combate à pobreza: americanização da política social? In: _____. Combate à pobreza e desenvolvimento humano: impasses teóricos na construção da política social na atualidade. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) — Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Universidade Estadual de Campinas. Capítulo 4, p. 208-224.
SEN, Amartya. A perspectiva da liberdade. In: _____. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. Capítulo 1, p. 27-50.
——-. Igualdade de quê?. In: _____. Desigualdade reexaminada. Rio de Janeiro: Record, 2001. Capítulo 1, p. 43-68.
_____. Pobreza como privação de capacidades. In: _____. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. Capítulo 4, p. 109-134.
SERAINE, Ana Beatriz Martins dos Santos. O empreendedorismo no contexto da reestruturação produtiva: um novo mecanismo institucional para enfrentar o desemprego?. In: SERAINE, Ana Beatriz Martins dos Santos; SANTOS Jr., Raimundo Batista dos; MIYAMOTO, Shiguenoli (Orgs.). Estado, desenvolvimento e políticas públicas. Teresina: Unijuí, 2008.
SILVA, Maria Ozanira da Silva e; YAZBEK, Maria Carmelita; GIOVANNI, Geraldo di. Introdução. In: _____. A política social brasileira no século XXI: a prevalência dos programas de transferência de renda. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2007. p. 13-20.
_____. Qualificando os programas de transferência de renda no Brasil. In: _____. A política social brasileira no século XXI: a prevalência dos programas de transferência de renda. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2007. Capítulo 4, p. 191-210.
UGÁ, Vivian Dominguez. A questão social como “pobreza”. In: _____. A questão social como “pobreza”: crítica à conceituação neoliberal. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) — Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro. Capítulo 4, p. 118-167.
_____. Considerações finais. In: _____. A questão social como “pobreza”: crítica à conceituação neoliberal. 2008. Op. cit. p. 202-214.
_____. Das definições conceituais às recomendações para o “combate à pobreza”. In: _____; A questão social como “pobreza”: crítica à conceituação neoliberal. Op. cit. Capítulo 5, p. 168-201.
WACQUANT, Loïc. Insegurança social e surgimento da política de segurança. In: _____. Punir os pobres: a nova gestão da miséria nos Estados Unidos [A onda punitiva]. 2. ed., revista e ampliada. Rio de Janeiro: Revan, 2007. Capítulo 1, p. 25-81.
_____. Os Estados Unidos, laboratório vivo do futuro neoliberal. In: _____. Punir os pobres: a nova gestão da miséria nos Estados Unidos [A onda punitiva]. 2. ed., revista e ampliada. Rio de Janeiro: Revan, 2007. Prólogo, p. 9-24.
KRAYCHETE, Elsa Sousa. O Banco Mundial e o desenvolvimento das microfinanças em países da periferia capitalista. 2005. Tese (Doutorado em Administração). Escola de Administração, Universidade Federal da Bahia.
LEITE, Elaine da Silveira; MELO, Natália Maximo e. Uma nova noção de empresário: a naturalização do “empreendedor”. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, Universidade Federal do Paraná, v. 16, n. 31, p. 35-47, nov. 2008.
LEITE, Izildo Corrêa. Rumo a políticas sociais residuais? Argumentum, Vitória (ES), Universidade Federal do Espírito Santo, v. 7, n. 2, p. 24-31, jul./dez. 2015.
KERSTENETZKY, Celia Lessa. Desigualdade e pobreza: lições de Sen. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 15, n. 42, p. 113-122, fev. 2000.
MEDEIROS, João Leonardo. A economia diante do horror econômico: uma crítica ontológica dos surtos de altruísmo da ciência econômica. Niterói: Editora da UFF, 2013.
NAVARRO, Vicente. Development and Quality of Life: a Critique of Amartya Sen’s Development as Freedom. International Journal of Health Services, v. 30, n. 4, p. 661–674, 2000.
SILVA, Maria Ozanira da Silva e. O Bolsa Família: problematizando questões centrais na política de transferência de renda no Brasil. Revista Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 12, n. 6, nov./dez. 2007, p.1429-1439.
SOTELO VALENCIA, Adrián. Neo-imperialismo, dependência e novas periferias na economia mundial. In: SADER, Emir; SANTOS, Theotonio dos (Coord.); MARTINS, Carlos Eduardo; VALENCIA, Adrián Sotelo (Orgs.). A América Latina e os desafios da globalização: ensaios em homenagem a Ruy Mauro Marini. Rio de Janeiro: Ed. PUC Rio; São Paulo: Boitempo, 2009. Parte II, p. 111-133.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910